Comitês olímpicos nacionais pagam fiança de dirigente irlandês preso na Rio 2016

ZURIQUE (Reuters) - O órgão que representa os comitês olímpicos nacionais pagou a fiança de Patrick Hickey para permitir que ele voltasse para casa depois de ser preso por venda ilegal de ingressos durante os Jogos do Rio de Janeiro, em agosto.

O antigo chefe do Comitê Olímpico da Irlanda e do Comitê Olímpico Europeu, que foi libertado da prisão em agosto, alega ser inocente de todas as acusações.

O irlandês Hickey, de 71 anos, foi autorizado a deixar o Brasil em novembro, com a condição de pagar 1,5 milhão de reais em fiança.

"A ANOC pode confirmar que, por razões humanitárias, eles concordaram em emprestar temporariamente o pagamento da fiança para Patrick Hickey retornar para casa por motivos médicos", disse a Associação de Comitês Olímpicos Nacionais, baseada em Lausanne, em comunicado nesta quinta-feira.

(Reportagem de Greg Stutchbury em Wellington)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos