Competidora da LaMia diz que havia vínculo entre a empresa aérea e a Conmebol

ASSUNÇÃO (Reuters) - A empresa aérea LaMia, proprietária do avião que caiu na noite de segunda-feira na Colômbia, resultando na morte de 71 pessoas, mantém um vínculo com a Confederação Sul-Americana de Futebol, afirmou nesta quinta-feira o presidente de uma companhia aérea competidora.

O representante da Chilean Airways, José Bolívar, afirmou a uma rádio do Paraguai que a organização que dirige o futebol sul-americano havia uma vez recomendado a utilização da LaMia, uma pequena empresa área boliviana especializada no transporte de times de futebol.

Bolívar declarou à rádio ABC Cardinal que a sua empresa ia levar o time argentino San Lorenzo ao Brasil para disputar a semifinal da Copa Sul-Americana com a Chapecoense.

Mas “me liga o intermediário e me diz que estava cancelado porque a Conmebol afirmou para utilizarem outra companhia”, disse Bolívar. “A Conmebol sugeriu que os clubes viajassem com a LaMia e recomendou que não viajassem com a minha empresa”, completou.

O avião da LaMia que transportava o time da Chapecoense para jogar a final da Copa Sul-Americana contra o Atlético Nacional caiu pouco antes de chegar ao destino. Foi a pior tragédia aérea da Colômbia em mais de duas décadas e a mais grave da história do futebol brasileiro.

O presidente da Conmebol, Alejandro Domínguez, negou a versão e a atribuiu à “gente sem escrúpulos com interesses ocultos”.

“Não vou desviar a atenção neste momento de tanta dor para rebater e nem me preocupar com inescrupulosos com versões falsas que têm outros interesses. Não creio que seja o momento”, afirmou Domínguez à rádio paraguaia.

É algo que “carece de valor e é completamente irresponsável. Estou surpreendido que estejam tentando mudar o foco da situação quando estamos falando que há famílias destroçadas”, completou.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos