Marca de smartphones Nokia desafia novamente Apple e Samsung

FRANKFURT/HELSINQUE (Reuters) - Os smartphones da Nokia vão retornar após os ex-administradores da empresa finlandesa licenciarem a marca de dispositivos da Microsoft e firmarem parcerias com o Google a fabricante de celulares Foxconn.

A Nokia já foi a maior fabricante de celulares do mundo, mas perdeu a transição para os smartphones e então escolheu o impopular sistema operacional Windows, da Microsoft, para sua linha Lumia.

A Nokia desistiu dos smartphones em 2014 ao vender seu negócio de dispositivos para a Microsoft para focar em equipamentos de redes móveis. A Microsoft continuou vendendo smartphones Lumia sob seu próprio nome, mas este ano também abandonou em grande parte esse negócio.

A HMD Global, liderada pelo veterano da Nokia Arto Nummela, quer lançar seu primeiro smartphone Nokia no início do ano que vem, usando o sistema operacional Android, do Google.

O sucesso exigirá ganhar escala ao conquistar negócios da Apple e da Samsung e de dezenas de outras empresas, em um setor muito competitivo.

"As barreiras para entrar no espaço de celulares Android são baixas", disse o analista da CCS Insight, Ben Wood. "O que a HMD tem é a marca Nokia e sua experiência em gestão. A chave para seu sucesso será alcançar escala".

Ambição não falta ao presidente-executivo Nummela, que já foi responsável pelas vendas e desenvolvimento de produtos da Nokia: "nós queremos ser uma das principais empresas no ramo de smartphones", disse ele à Reuters.

(Por Eric Auchard e Jussi Rosendahl)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos