Presidente da Statoil no Brasil deve deixar posto, dizem fontes

RIO DE JANEIRO (Reuters) - A petroleira Statoil vai trocar seu presidente no Brasil, segundo fontes com conhecimento assunto, e o nome escolhido para comandar a unidade brasileira é considerado um dos executivos mais importantes da empresa, em um sinal claro da importância que o país tem no portfólio global da companhia norueguesa.

A mudança no comando da Statoil Brasil vai acontecer entre o fim do ano e o início de 2017, segundo uma das fontes.

"O presidente (Päl Eitrheim) está voltando para Europa e está vindo para cá um grande executivo da empresa", disse à Reuters uma segunda fonte próxima a empresa.

No início do mês passado, a Statoil informou que Anders Opedal foi escolhido para liderar o desenvolvimento das operações no Brasil, mas a empresa não detalhou se o atual presidente das operações no país deixaria o posto.

"É um profissional de altíssimo nível", disse a segunda-fonte, referindo-se a Opedal, que deve assumir a posição de Eitrheim.

Procurada, a Statoil não comentou imediatamente o assunto.

Neste ano, a Statoil comunicou a compra de 66 por cento da participação da Petrobras no bloco exploratório BM-S-8, onde está a promissora área de Carcará, no pré-sal da Bacia de Santos, por 2,5 bilhões de dólares.

(Por Rodrigo Viga Gaier)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos