Partido pró-UE vence eleição local britânica e vê rejeição ao Brexit

Por Sarah Young e Kylie MacLellan

LONDRES (Reuters) - O Partido Liberal Democratas do Reino Unido, que é pró-União Europeia, conquistou um assento parlamentar anteriormente ocupado pelo governista Partido Conservador nesta sexta-feira, em um resultado surpreendente que a legenda vencedora saudou com uma rejeição ao "Brexit duro", a desfiliação britânica da UE que implicaria em uma saída do mercado comum europeu.

A vitória de Sarah Olney, dos Liberal Democratas, em um distrito eleitoral do sudoeste de Londres, ilustrou as divisões profundas que permeiam o país, que rompeu com o bloco em um referendo em junho com o placar de 52 a 48 por cento dos votos.

O êxito também reduz a maioria já pequena da primeira-ministra britânica, Theresa May, no Parlamento, que pode ter que aprovar a decisão de desencadear o processo formal de saída da UE.

A área afluente de Richmond Park e North Kingston apoiou o campo do "fica" no referendo sobre a filiação ao bloco.

Sarah, que fez campanha pela vaga parlamentar prometendo votar contra a convocação das conversas de separação, disse que seus moradores enviaram "uma onda de choque" contra o Brexit.

"Nossa mensagem é clara: não queremos um Brexit duro; não queremos ser retirados do mercado comum; e não deixaremos a intolerância, a divisão e o medo vencerem", disse a parlamentar, em um discurso após o anúncio de sua vitória.

Ela derrotou o atual ocupante do cargo, Zac Goldsmith, com 20.510 votos contra 18.638. Goldsmith concorreu como candidato independente depois de deixar o Partido Conservador devido à decisão do governo de realizar expansões no aeroporto de Heathrow. 

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos