Presidente da China diz que "observa de perto" após eleição dos EUA

PEQUIM (Reuters) - O presidente chinês, Xi Jinping, disse nesta sexta-feira ao ex-secretário de Estado norte-americano Henry Kissinger que a China está observando a política dos Estados Unidos "muito de perto", após a vitória na eleição presidencial do republicano Donald Trump.

Trump criticou a China durante toda a campanha eleitoral dos EUA, com promessas de implementar tarifas de 45 por cento sobre produtos chineses importados e rotulando o país como manipulador de moeda.

Xi disse a Trump em um telefonema que a cooperação é a única opção para a China e os Estados Unidos, poucos dias depois da eleição.

"As eleições presidenciais aconteceram nos Estados Unidos e agora estamos em um momento importante. Nós, do lado chinês, estamos observando a situação muito de perto. Agora é um período de transição", disse Xi a Kissinger.

"No geral, gostaríamos de ver a relação China-EUA avançar de forma estável e sustentada."

Xi se encontrou com o atual presidente dos EUA, Barack Obama, durante a reunião da Cooperação Econômica Ásia-Pacífico (Apec, na sigla em inglês) em Lima, no mês passado, onde pediu uma "transição suave" no relacionamento de Pequim com o novo gabinete.

(Por Christian Shepherd)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos