Austríacos rejeitam extrema direita em novas eleições, apontam projeções

(Reuters) - O candidato do Partido Verde Alexander Van der Bellen aparece com uma clara vantagem nas primeiras projeções depois do fechamento das urnas nas eleições na Áustria, inflingindo um golpe considerável nas pretensões de seus rivais do partido Liberdade de se transformar no primeiro grupo de extrema-direita a eleger um chefe de estado em eleições livres desde a segunda guerra.

Se confirmado o resultado da eleição, a segunda em seis meses, será um alívio para o política europeia e uma confirmação para Van der Bellen, que venceu Norbert Hofer, do partido anti-imigração Liberdade, por uma margem mínima no pleito de maio, antes que fosse ordenada uma nova eleição.

Van der Bellen tem uma clara vantagem sobre Hofer, de acordo com as projeções do instituto de pesquisa SORA para a tevê ORF. O líder do Partido Verde tem 53,6 por cento dos votos, e Hofer, 46,4 por cento, com uma margem de erro de 1,2 por cento.

(Por François Murphy)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos