Cuba dá seu adeus final a Fidel Castro

SANTIAGO DE CUBA (Reuters) - O líder cubano Fidel Castro será enterrado na manhã deste domingo no cemitério de Santa Efigênia, em Santiago de Cuba, a cidade de onde se lançou para iniciar a revolução que o levou ao poder e o converteu em um lendário personagem da esquerda latino-americana.

Depois de percorrer em caravana a ilha que governou por quase meio século, as cinzas de Fidel, que morreu em 25 de novembro, aos 90 anos, descansarão a poucos metros dos restos mortais do herói da independência cubana José Martí e de outros próceres e mártires cubanos que o inspiraram.

"Desde que se tornou pública a notícia do falecimento do líder histórico da revolução cubana, a dor e a tristeza tomaram conta do povo", disse o presidente de Cuba, Raúl Castro, irmão mais novo de Fidel.

Algumas horas depois, a televisão cubana informou que o enterro será privado e familiar, com a presença de alguns convidados especiais.

"Em nome do nosso povo, do partido, do Estado e dos familiares, reitero o agradecimento mais profundo pelas incontáveis mostras de afeto a Fidel, suas ideias e sua obra, que continuam chegando de todos os confins do planeta", acrescentou Raúl Castro, cercado de outros líderes de esquerda que assistiram uma enorme cerimônia de honra.

Milhões de pessoas ao longo das cidades e povoados cubanos atravessados pelo cortejo fúnebre se despediram com lágrimas, bandeiras de Cuba, mensagens pintadas nos rostos e cantando "eu sou Fidel. Foram quatro dias de cortejo através dos mil quilômetros que separam Havana de Santiago de Cuba.

(Por Diego Oré e Sarah Marsh)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos