Detento é libertado de Guantánamo para Cabo Verde

WASHINGTON (Reuters) - O Departamento de Defesa dos Estados Unidos anunciou neste domingo que um preso de longa data do centro de detenção de Guantánamo, Shawqi Awad Balzuhair, foi transferido para o governo de Cabo Verde.

Balzuhair, cidadão do Iêmen, foi preso no Paquistão em 11 de setembro de 2002 e chegou no mês seguinte às instalações militares dos EUA em Cuba.

Em julho passado, o governo de Barack Obama avaliou que Balzuhair não apresentava uma ameaça significativa à segurança nacional. Ele foi descrito por autoridades dos EUA como um "militante iemenita de baixo nível" que recebeu treinamento básico em um campo da Al Qaeda no Afeganistão em meados de 2001.

Com sua libertação, 59 detidos seguem em Guantánamo, de acordo com uma declaração do Departamento de Defesa.

Obama vem trabalhando para reduzir o número de detidos nas instalações dos EUA em Cuba, mas tudo indica que ele deixará o cargo em 20 de janeiro sem conseguir cumprir seu objetivo de fechar o centro de detenção em meio à oposição de muitos republicanos no Congresso norte-americano.

Cabo Verde fica no Oceano Atlântico, a cerca de 570 quilômetros da costa da África Ocidental.

(Por Richard Cowan)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos