Londres aceita divulgar plano para Brexit, mas pede que parlamento respeite cronograma

LONDRES (Reuters) - O governo britânico aceitou um pedido do Partido Trabalhista, de oposição, para delinear seu plano para deixar a União Europeia antes do início das negociações formais, mas pediu ao parlamento que respeite o cronograma de saída do Reino Unido do bloco, o chamado Brexit.

Não está claro quantos detalhes o governo vai dar sobre seu plano, além do mantra de que quer "o melhor acordo com o qual negociar e operar" no mercado comum da UE, além de algumas restrições à liberdade de circulação.

A primeira-ministra britânica, Theresa May, enfrentou uma rebelião de seus próprios parlamentares antes da reunião de quarta-feira, na qual a legislatura vai debater se a líder deveria esboçar seus planos antes de acionar o Artigo 50 do Tratado de Lisboa da UE e iniciar o processo de saída.

Apesar dos apelos de parlamentares e empresários por mais detalhes do plano, o governo disse que não comentará o tema continuamente, já que fazê-lo atrapalharia sua posição na hora de negociar.

A moção do Partido Trabalhista pediu que May se comprometa a publicar o plano de Londres para o Brexit, mas também disse que não deveria haver "nenhuma revelação de material que poderia ser razoavelmente considerado prejudicial ao Reino Unido em quaisquer negociações para deixar a União Europeia".

(Por Kylie MacLellan)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos