Rouhani diz que Irã não deixará Trump acabar com acordo sobre programa nuclear

Por Bozorgmehr Sharafedin

BEIRUTE (Reuters) - O presidente do Irã, Hassan Rouhani, disse nesta terça-feira que não deixará o presidente eleito dos Estados Unidos, Donald Trump, acabar com o acordo internacional sobre o programa nuclear iraniano, e alertou sobre reações não determinadas caso Washington abandone o acordo.

Trump disse durante a campanha presidencial norte-americana que iria acabar com o pacto fechado pelos iranianos com potências mundiais, sob o qual Teerã concordou em restringir seu problema nuclear em troca de alívio de sanções, descrevendo o acordo como "o pior acordo já negociado".

"(Trump) quer fazer muitas coisas, mas nenhuma de suas ações irá nos afetar", disse Rouhani em discurso na Universidade de Teerã transmitido ao vivo na TV estatal.

"Vocês pensam que ele pode quebrar o JCPOA (sigla em inglês para o Plano de Ação Conjunto Global)? Vocês pensam que nós e nossa nação iremos deixá-lo fazer isto?".

Analistas disseram que os comentários de Trump podem indicar uma linha mais dura dos EUA em relação ao Irã, o que pode dar espaço a conservadores na política iraniana, inclusive rivais de Rouhani.

O líder supremo do Irã, aiatolá Ali Khamenei, alertou contra quaisquer mudanças no acordo nuclear após comentários de Trump em junho, e disse no mês passado que uma extensão de um regime de sanções dos EUA pode ser vista como uma violação do acordo.

Rouhani ecoou comentários de Khamenei sobre a decisão do Congresso dos EUA no mês passado de aprovar uma legislação para estender o Ato de Sanções ao Irã por 10 anos e facilitar que Washington possa reimpor sanções caso Teerã não cumpra o acordo nuclear.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos