Trump vendeu todas suas ações em junho, diz porta-voz

Por Emily Stephenson

WASHINGTON (Reuters) - O presidente eleito dos Estados Unidos, Donald Trump, vendeu todas as suas ações em junho, informou sua equipe de transição nesta terça-feira, em um ato que provavelmente levantou grande quantidade de dinheiro antes da eleição presidencial e pode amenizar preocupações sobre possíveis conflitos de interesses.

O portfólio de ações de Trump valia cerca de 40 milhões de dólares em dezembro de 2015, segundo o jornal Washington Post, citando uma divulgação financeira de maio. Seu portfólio à época incluía ações de diversos bancos, gigantes petroleiras e outras empresas com negócios ligado ao governo dos EUA, relatou o Post.

O porta-voz de Trump Jason Miller disse em um email que Trump vendeu todas as ações, mas ele não respondeu as questões sobre o que Trump fez com o produto da venda ou se ele se retirou de quaisquer outros investimentos ao mesmo tempo.

A venda das ações reduzirá algum potencial de conflito para o empresário que se transformou em político, enquanto se prepara para assumir a Casa Branca no dia 20 de janeiro, mas não aborda preocupações sobre as empresas pessoais e familiares de Trump, que incluem hotéis e resorts de golfe, do Panamá a Escócia.

Trump disse que vai se afastar de seu negócio, mas não deu nenhum detalhe sobre os preparativos.

Durante a campanha presidencial, o republicano indicou que tinha deixado de aplicar na bolsa.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos