De 'Moonlight' a 'Fences', premiações do cinema devem atentar para atores negros

Por Jill Serjeant

(Reuters) - Uma série de filmes aclamados pela crítica e estrelados por negros estão disputando a atenção das premiações deste ano, desde um drama familiar vencedor do prêmio Pulitzer até histórias verídicas de homens e mulheres lutando por dignidade.

O Oscar de 2016 foi eclipsado pela polêmica racial quando nem sequer um artista negro foi indicado às categorias de interpretação pelo segundo ano seguido, e todos os oito indicados a melhor filme refletiam uma cultura branca e predominantemente masculina.

"2017 pode ser histórico porque, em teoria, poderíamos ver os quatro Oscars de atuação indo para alguém de cor. É possível", disse Tom O'Neil, editor do site de previsões de premiações Goldderby.com.

O que empolga nos concorrentes de 2017 é a variedade de tópicos, opinou Darnell Hunt, diretor do Centro de Estudos Afro-Norte-Americanos Ralph J. Bunche, da Universidade da Califórnia, em Los Angeles.

"No passado, a crítica de Hollywood era que, se você está fazendo um filme de negros, vai ser ou sobre escravidão ou sobre direitos civis", disse Hunt.

Esse dificilmente é o caso de "Moonlight", uma história contemporânea e comovente sobre um menino negro de Miami que luta com intimidações, sua identidade sexual e o flagelo das drogas. Feito com atores pouco conhecidos, o filme recebeu algumas das melhores resenhas deste ano e foi indicado a seis prêmios do Independent Spirit Awards.

"Estrelas Além do Tempo", que estreia no dia de Natal, conta a história verdadeira de três matemáticas negras norte-americanas jamais reconhecidas (interpretadas por Octavia Spencer, Janelle Monae e Taraji P. Henson) que trabalharam nas primeiras missões espaciais da Agência Aeroespacial dos Estados Unidos (Nasa), e "Lion", estrelado por Dev Patel, é a cinebiografia de um menino indiano que se perde em Calcutá e é adotado por um casal branco na Austrália.

"Loving" se concentra em um operário branco despretensioso e uma negra do Estado norte-americano da Virgínia que foram presos em 1958 por se casarem. Já "Fences", versão cinematográfica da peça de August Wilson premiada com um Pulitzer, deve render indicações ao Oscar para os astros Denzel Washington e Viola Davis.

Os indicados ao Globo de Ouro e ao Prêmio do Sindicato dos Atores dos EUA serão anunciados na semana que vem, e os concorrentes ao Oscar em 24 de janeiro.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos