Netanyahu rejeita conferência de paz e impõe condição para encontrar Abbas em Paris

PARIS/JERUSALEM (Reuters) - O primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, disse nesta quarta-feira que havia dito ao presidente francês François Hollande que ele não iria se encontrar com o líder palestino Mahmoud Abbas caso a França leve adiante uma conferência de paz internacional em Paris ainda neste mês.

A França vem tentando convencer Netanyahu, que repetidamente rejeitou a proposta de conferência, a se encontrar com Abbas em Paris, em um esforço para retomar negociações de paz entre as partes, disse o ministro das Relações Exteriores, Jean-Marc Ayrault nesta quarta-feira.

"Netanyahu disse a Hollande que se não houver uma conferência internacional em Paris, ele virá se encontrar com Abu Mazzen (Abbas) para conversas diretas sem precondições", segundo o comunicado.

"Israel não vai participar de uma conferência internacional que não contribuirá para alcançar a paz", acrescentou.

Paris segue determinada a realizar a conferência. O governo francês acredita que trazer os dois líderes para se encontrar com Hollande um dia após a conferência seria uma maneira de contornar acusações de Israel de que a iniciativa francesa quer impor uma solução multilateral.

(Por John Irish e Ori Lewis)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos