Premiê italiano Renzi apresenta renúncia; presidente vai consultar partidos

ROMA (Reuters) - O primeiro-ministro italiano, Matteo Renzi, apresentou a sua renúncia nesta quarta-feira após o referendo do fim de semana, no qual os italianos rejeitaram de maneira esmagadora suas propostas de reforma constitucional.

O presidente Sergio Mattarella pediu a Renzi que continue no cargo enquanto ele faz consultas com os partidos políticos para decidir os próximos passos, informou um comunicado do gabinete do presidente.

As consultas começarão na quinta-feira e devem terminar na tarde de sábado.

Após as consultas, Mattarella deve pedir a um membro do gabinete de Renzi, ou a um político de seu Partido Democrata, que tente formar um novo governo. As eleições estão previstas para 2018, mas muitos políticos estão pedindo que sejam antecipadas.

(Reportagem de Gavin Jones)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos