Trump vai escolher adversário da pauta climática de Obama para a agência ambiental

WASHINGTON (Reuters) - O presidente eleito dos Estados Unidos, Donald Trump, vai escolher um fervoroso opositor das medidas do presidente Barack Obama para conter as mudanças climáticas para comandar a Agência de Proteção Ambiental (EPA), disse uma fonte da equipe de transição de Trump nesta quarta-feira.

A escolha de Trump, Scott Pruitt, procurador-geral de Oklahoma, tem irritado ativistas ambientais, mas ele se encaixa com as promessas do presidente republicano eleito de fazer cortes na agência e eliminar regulamentações que limitam a produção de petróleo e gás.

Pruitt se tornou o principal promotor de Oklahoma, que tem reservas de petróleo extensas, em 2011 e enfrentou a EPA várias vezes desde então, incluindo num processo pendente contra o Plano de Energia Limpa da agência. O plano está no centro da estratégia de Obama para as mudanças climáticas e requer que os Estados cortem a produção de carbono.

Numa entrevista à Reuters em setembro, Pruitt disse que via o Plano de Energia Limpa como uma forma de coerção federal em relação à política de energia e que o seu Estado deveria ter “soberania para tomar decisões para os seus próprios mercados”.

Grupos ambientais ficaram temerosos com a escolha de Trump, que assume o poder em 20 de janeiro.

"Scott Pruitt comandando a EPA é como uma raposa tomando conta do galinheiro”, disse Gene Karpinski, líder de movimento ambientalista.

(Por Valerie Volcovici e Timothy Gardner)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos