EUA estimam que 50 mil combatentes do Estado Islâmico foram mortos

WASHINGTON (Reuters) - Os militares norte-americanos acreditam que cerca de 50 mil combatentes do Estado Islâmico foram mortos desde que os Estados Unidos iniciaram uma luta contra o grupo há mais de dois anos, disse uma autoridade militar sênior nesta quinta-feira, chamando-a de "estimativa conservadora".

A autoridade, que falou aos repórteres no Pentágono sob condição de anonimato, disse que o dado mostra como os Estados Unidos estavam efetivamente combatendo o grupo, com o poder aéreo da coalizão liderada pelos EUA e tropas limitadas dos EUA em apoio às forças locais.

(Reportagem de Phil Stewart)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos