Mercedes publica anúncio de mentira procurando substituto para Rosberg

Por Alan Baldwin

LONDRES (Reuters) - A Mercedes publicou um anúncio de emprego de brincadeira nesta quinta-feira enquanto procura um substituto para o recém-aposentado campeão mundial de Fórmula 1 de 2016, Nico Rosberg.

O anúncio, semelhante no formato àqueles em que se comunica vagas no setor automotivo, saiu na revista britânica Autosport na coluna 'piloto disponível', mas para divertir os leitores, e não para ser levado a sério.

"Como parte da equipe itinerante, você será responsável pela operação de um carro de F1 em eventos de pista como demonstrações, testes e grandes prêmios", diz o anúncio.

"O ideal é que você tenha experiência de condução comprovada em habilidades como guiar, frear e, em particular, acelerar. A posse de uma Super Licença da Federação Internacional de Automobilismo (FIA) será uma vantagem."

Os mimos do emprego incluem restaurantes subsidiados, seguro de vida, plano médico particular, academia no local e um esquema de arrendamento do carro da empresa.

Entre outros talentos exigidos, além de ser "motivado e com um grande desejo de sucesso", estão demonstrar "extrema paciência diante da atenção da mídia" e ser capaz de identificar claramente os pontos fortes e fracos dos adversários.

Rosberg anunciou sua aposentadoria na sexta-feira passada, e a predominante Mercedes não tem nenhuma necessidade de anunciar a vaga mais cobiçada da F1 – qualquer pessoa minimamente qualificada irá bater em sua porta.

O alemão Pascal Wehrlein, de 22 anos, reserva da equipe que correu com a Manor neste ano, é o favorito das casas de apostas para correr ao lado do tricampeão mundial Lewis Hamilton na próxima temporada.

A casa William Hill reduziu suas apostas de 9/4 para 4/7 na quarta-feira, e o piloto finlandês Valtteri Bottas, hoje na Williams, é o segundo favorito com a cotação de 5/2.

"Embora seja um grande passo para ele, (Wehrlein), ele parece ser o homem que os apostadores mais ousados estão prevendo como substituto do campeão mundial", disse o porta-voz da William Hill, Joe Crilly.

O chefe da Mercedes, Toto Wolff, disse ao canal de televisão Sky Sports que está disposto a fazer uma 'escolha corajosa', ecoando as palavras que usou sobre Rosberg quando o alemão comunicou sua decisão.

"Precisamos do cara mais rápido, que cometa o mínimo de erros e entenda que este é um esporte de equipe", disse o austríaco.

A Mercedes também expressou interesse no bicampeão Fernando Alonso, mas a McLaren não quer dispensar o espanhol.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos