Banda larga fixa cresce 0,23% no Brasil entre setembro e outubro, diz Anatel

SÃO PAULO (Reuters) - O número de contratos ativos do serviço de banda larga fixa no Brasil teve alta de 0,23 por cento entre setembro e outubro, afirmou nesta sexta-feira a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel).

Segundo o órgão regulador, no fim de outubro a base era de 26,6 milhões de assinantes, com acréscimo líquido de 61.450 acessos. Em 12 meses, o serviço cresceu 4,28 por cento, ou 1,09 milhão de assinantes.

O grupo mexicano Telecom Americas, que reúne as bandeiras Claro e NET, seguiu na liderança do setor, com 31,66 por cento do mercado, apresentando ligeira melhora ante os 31,62 por cento de um ano antes. A base de assinantes de banda larga fixa do grupo fechou outubro em 8.424.541, um incremento de 356.053 na comparação anual.

A Telefônica Brasil ficou com 28,21 por cento do mercado em outubro, abaixo dos 28,88 por cento registrados no mesmo mês de 2015. Porém, o número de acessos contratados da empresa foi de 7.505.963 em outubro, um crescimento de 135.265 sobre um ano antes.

A Oi viu sua participação recuar de 25,07 para 24,1 por cento, segundo os dados da Anatel. A base de clientes da empresa em banda larga fixa ficou praticamente estável no período, a 6.413.506.

(Por Aluísio AlveS)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos