Presidente italiano promete solução rápida para crise governamental

ROMA (Reuters) - O presidente da Itália, Sergio Mattarella, prometeu neste sábado agir rapidamente para resolver a crise governamental provocada pela renúncia do primeiro-ministro Matteo Renzi, com todos os grandes partidos pedindo eleições o mais breve possível.

Antes que qualquer pleito seja realizado, no entanto, a Itália precisaria de uma nova lei eleitoral. O ministro de Relações Exteriores, Paolo Gentiloni, aparece como favorito para ser nomeado por Mattarella em algum momento das próximas 48 horas para encabeçar o novo governo e supervisionar a reforma.

Gentiloni poderia eventualmente assumir o posto na próxima semana e teria pela frente uma crise iminente com o setor bancário, já que o terceiro maior banco do país, Monte dei Paschi di Siena, deve precisar de intervenção estatal para evitar o colapso.

"Nosso país precisa de um governo plenamente competente de modo rápido", disse Mattarella, um ex-juiz constitucional de 75 anos, após encontro com membros de cerca de 40 partidos políticos.

(Por Antonella Cinelli e Isla Bennie)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos