Goleiro da Chapecoense passa bem após cirurgia na coluna cervical em São Paulo

SÃO PAULO (Reuters) - O goleiro da Chapecoense Jackson Follmann passava bem após ser submetido a cirurgia para correção de luxação de vértebras cervicais, nesta terça-feira, informou o Hospital Albert Einstein, em São Paulo, para onde ele foi transferido nesta madrugada depois de acidente aéreo na Colômbia.

A cirurgia, que teve duração de 1h30, terminou às 18h sem nenhuma intercorrência, segundo o hospital.

"A técnica utilizada foi a fixação por via anterior (pela frente) do processo odontóide de correção da luxação das vértebras cervicais 1 e 2", disse o boletim médico divulgado pelo hospital.

Follmann, que teve parte da perna direita amputada na Colômbia devido ao acidente aéreo, fez uma boa viagem de volta ao Brasil, segundo o médico da Chapecoense Marcos André Sonagli nesta madrugada.

O acidente ocorrido no fim de novembro matou 71 pessoas após o avião aparentemente ficar sem combustível durante a viagem da delegação da Chapecoense para Medellín, na Colômbia, onde disputaria a final da Copa Sul-Americana contra o Atlético Nacional.

Seis pessoas sobreviveram, entre elas três jogadores da Chapecoense.

Follmann foi o primeiro dos quatro brasileiros sobreviventes do acidente a voltar ao Brasil. O radialista Rafael Henzel e o lateral Alan Ruschel devem chegar a Chapecó na noite desta terça-feira, enquanto o zagueiro Neto segue internado na Colômbia.

A Chapecoense informou que a administração do aeroporto fez orientações à população para que evite visitar o local nesta noite por questão de segurança.

(Por Tatiana Ramil)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos