"Rogue One" oferece lente para missões rebeldes de alto risco de "Star Wars"

LOS ANGELES (Reuters) - Do momento em que "Rogue One" começa, fãs de "Star Wars" vão notar uma clara diferença dos filmes anteriores da franquia: a ausência do texto de rolagem que conta o que levou à ação que aconteceu há muito tempo em uma galáxia distante.

"Rogue One", que estará nos cinemas a partir de quarta-feira, oferece uma nova perspectiva sobre os eventos que deram início ao fenômeno "Star Wars" no filme de 1977 dirigido por George Lucas "Episódio IV - Uma Nova Esperança".

"É ambicioso. É diferente de outros filmes do "Star Wars". Ele estabelece sua própria estética e energia diferentes", disse Riz Ahmed, que interpreta o piloto de caça Imperial que se torna desertor, Bodhi Rook, à Reuters.

O "Rogue One" da Disney foca em uma nova líder Jyn Erso (Felicity Jones), filha do especialista de armas do exército do Império do vilão Darth Vader.

O diretor Gareh Edwards disse que precisou de um pouco de convencimento de executivos da Lucasfilms para assumir uma história anterior que se amarra à missão da Aliança Rebelde do início de "Uma Nova Esperança."

"Eu estava meio como 'espera um pouco, isso vai se conectar diretamente ao meu filme favorito de todos os tempos, isso é solo sagrado. Você não pode fazer esse filme, isso é errado. Ninguém deveria fazer isso'", ele disse. "Cinco segundos depois, eu estava escrevendo 'Por favor, me deixe escrever isso'".

(Por Piya Sinha-Roy e Rollo Ross; reportagem adicional de TV Reuters)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos