Acordo de trégua em Aleppo é retomado e começa em horas, dizem rebeldes sírios

AMÃ/BEIRUTE (Reuters) - Autoridades rebeldes sírias disseram nesta quarta-feira que um acordo de cessar-fogo para Aleppo estava de volta aos trilhos e que sua implementação, incluindo retiradas de pessoas das últimas áreas mantidas pelos rebeldes na cidade, começaria "dentro de horas".

"Um acordo foi alcançado e nas próximas horas sua implementação começará", disse à Reuters Abdul Salam Abdul Razak, porta-voz militar do grupo Nour al-Din al Zinki.

Ele afirmou que o acordo inclui a retirada de pessoas de duas vilas sitiadas por rebeldes na província de Idlib, uma condição introduzida pelo governo para a retomada do acordo de trégua, que ficou estagnado nesta quarta-feira em meio a pesados ​​combates em Aleppo.

Uma autoridade da aliança militar pró-Damasco confirmou que o acordo de trégua estava em andamento e disse que cerca de 15 mil pessoas seriam retiradas das aldeias Foua e Kefraya, em troca da saída de Aleppo de "militantes e suas famílias e quem quiser sair entre civis".

Um representante do grupo rebelde Jabha Shamiya disse que a implementação começaria às 6h de quinta-feira.

Uma segunda autoridade do Jabha Shamiya também afirmou que o acordo envolveria a retirada de combatentes rebeldes e civis dos distritos remanescentes de Aleppo, em troca da saída de pessoas de Foua e Kefraya.

(Reportagem de Suleiman al-Khalidi em Amã, Tom Perry em Beirute)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos