Após perdas em 2015, FI-FGTS muda critérios para seleção de projetos para ano que vem

SÃO PAULO (Reuters) - O comitê de investimentos do FI-FGTS aprovou um novo modelo de seleção prévia de projetos para investir em 2017, agora por meio de edital público, informou nesta quarta-feira a Caixa Econômica Federal, aque administra o fundo.

No comunicado, a Caixa informou que o edital com regras, normas, prazos, documentos, critérios e etapas do processo de seleção deve ser lançado na última semana de janeiro. Os interessados terão cerca de 45 dias para envio de propostas.

O foco deste primeiro processo será em ativos de dívida como debêntures, na modalidade project finance.

Segundo o comunicado, além estar em dia com obrigações trabalhistas e tributárias, os projetos candidatos a receber recursos do fundo serão avaliados segundo parâmetros setoriais, modalidade das debêntures, potencial de geração de empregos, região do investimento, comprometimento de capital próprio do acionista e governança corporativa.

A expectativa é selecionar projetos de setores como saneamento, aeroportos, hidrovias, ferrovias, portos, rodovias e energia, afirmou a Caixa.

O FI-FGTS teve em 2015 rentabilidade negativa pela primeira vez desde a sua criação, afetado por investimentos em empresas de infraestrutura como Sete Brasil, OAS e Odebrecht, levando o Ministério do Trabalho a propor mudanças na gestão.

(Por Aluísio Alves)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos