Cientistas desvendam segredos genéticos dos cavalos-marinhos

WASHINGTON (Reuters) - Cientistas descobriram alguns dos segredos genéticos dos esquisitos e fascinantes cavalos-marinhos, incluindo a exótica excentricidade da gravidez masculina da espécie.

Pesquisadores afirmaram nesta quarta-feira que haviam sequenciado o genoma de uma espécie de cavalo-marinho pela primeira vez e identificado a base genética de certas peculiaridades do peixe com aparência equina que habita as águas de costas ao redor do mundo.

Cavalos-marinhos apresentam um conjunto de curiosidades. Os machos, e não as fêmeas, carregam os bebês e dão à luz. Eles nadam na vertical, e não horizontalmente. Eles têm cabeças semelhantes as de cavalos, narizes parecidos com tubos e não têm dentes. Eles contam com caudas para agarrar em plantas marinhas e corais e assim evitam ser levados pelas correntezas.

Os seus corpos são cobertos por placas ósseas. Diferentemente da maioria dos peixes, eles não têm nadadeiras pélvicas e na cauda. Os olhos deles funcionam de forma independente, permitindo que eles olhem para frente e para trás simultaneamente. Eles também podem mudar de cor para se camuflarem.

"Eles são animais icônicos, um dos exemplos da exuberância da evolução, afirmou o biólogo Axel Meyer, da universidade alemã de Konstanz, um dos pesquisadores do estudo publicado no periódico Nature.

"A quantidade deles está caindo devido à destruição do habitat e à extração humana”, acrescentou Byrappa Venkatesh, da Agência para a Ciência, Tecnologia e Pesquisa de Cingapura.

Os pesquisadores analisaram o genoma do cavalo-marinho cauda-de-tigre do sudeste da Ásia, que chega a dez centímetros de comprimento e tem uma cauda preta e amarela. Ele apresentou um índice mais rápido de evolução molecular do que qualquer peixe cujo genoma foi estudado.

Cavalos-marinhos machos possuem uma bolsa para a gestação. Durante o acasalamento, a fêmea deposita os ovos dentro da bolsa do macho. Ele fertiliza os ovos internamente e os carrega na bolsa até eles se romperem, liberando a cria no mar.

Um gene presente em outros peixes com um papel na incubação dos ovos passou por uma duplicação no cavalo-marinho e assumiu uma nova função, ajudando no surgimento da bolsa do macho.

Genes que em pessoas e outros animais desempenham um papel na produção de dentes passaram por mutação em cavalos-marinhos e perderam a funcionalidade. Na falta de dentes, os animais usam o nariz para sugar o alimento.

Um gene envolvido no desenvolvimento de nadadeiras pélvicas em outros peixes e de pernas em humanos é ausente nos cavalos-marinhos, e eles não têm essas nadadeiras. Em vez disso, eles nadam usando uma pequena nadadeira nas costas que bate rapidamente, com pequenas nadadeiras peitorais localizadas perto da parte de trás da cabeça para dar direção.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos