Empresas da zona do euro encerram 2016 em alta e perspectiva é favorável, mostra PMI

Por Jonathan Cable

LONDRES (Reuters) - As empresas da zona do euro encerraram o ano em alta, como esperado, de acordo com a pesquisa Índice de Gerentes de Compras (PMI, na sigla em inglês), que mostrou que elas tiveram crescimento sólido e elevaram os preços no ritmo mais rápido desde meados de 2011.

O PMI Composto preliminar do IHS Markit repetiu a leitura de novembro de 53,9, que foi a mais alta deste ano e permanece bem acima da marca de 50 que separa crescimento de contração. O resultado ficou em linha com a expectativa em pesquisa da Reuters.

"É uma boa leitura. Os indicadores futuros são bastante positivos, garantindo um bom início de ano", disse Chris Williamson, economista-chefe do IHS Markit.

Williamson disse que o PMI indica crescimento da economia do bloco em torno de 0,4 por cento este trimestre.

A atividade no setor industrial da zona do euro cresceu no ritmo mais rápido desde abril de 2011, com o PMI atingindo 54,9, acima de 53,7 em novembro e da expectativa de 54,1.

Já a expansão do setor de serviços desacelerou ante a máxima de 11 meses de novembro, com o PMI caindo para 53,1, de 53,8. Esse resultado ficou abaixo mesmo da projeção mais pessimista em pesquisa da Reuters.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos