Governo anuncia adesão automática a cadastro positivo para reduzir risco de crédito

BRASÍLIA (Reuters) - O governo federal vai alterar o programa de cadastro positivo para que tenha adesão automática, com o objetivo de reduzir o risco de crédito e abrir espaço para a cobrança de juros mais baixos para os bons pagadores, anunciou o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles nesta quinta-feira.

A mudança faz parte de um pacote de medidas microeconômicas que o governo está lançando nesta quinta-feira com o objetivo de estimular a atividade econômica e combater o desemprego.

Em outra frente, o governo também criará duplicata eletrônica para registro de ativos financeiros como garantia para operações de crédito. Segundo o ministro, isso aumentará a segurança dos credores nas operações de desconto de recebíveis, aumentando a oferta de crédito às pequenas e médias empresas com taxas de juros mais baixas.

(Por Marcela Ayres e Lisandra Paraguassu)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos