Obama diz que interferência russa em eleição dos EUA teve fim após alerta a Putin

WASHINGTON (Reuters) - O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, disse nesta sexta-feira que, depois que confrontou o presidente russo, Vladimir Putin, em setembro sobre os esforços de Moscou para influenciar as eleições norte-americanas, ele não viu mais evidências de interferência russa.

Obama afirmou em entrevista coletiva que conversou com Putin sobre as preocupações dos EUA durante o encontro do G20 na China em setembro, dizendo para "cortar isso" e alertando das consequências caso continuasse. Obama disse que teve conversas similares no passado com o líder chinês Xi Jinping sobre ataques hackers contra empresas dos EUA.

(Reportagem de Roberta Rampton, Jeff Mason e Julia Harte)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos