Obama diz que mundo está "unido no horror" por banho de sangue em Aleppo

WASHINGTON (Reuters) - O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, disse nesta sexta-feira que o mundo está "unido no horror" por conta dos combates na cidade síria de Aleppo e que o presidente sírio, Bashar al-Assad, e seus aliados são responsáveis pelas atrocidades, incluindo o massacre de civis.

"A responsabilidade por esta brutalidade recai sobre um lugar só: com o regime de Assad e seus aliados Rússia e Irã. E esse sangue e essas atrocidades estão nas mãos deles", disse Obama em entrevista coletiva na Casa Branca.

(Reportagem de Roberta Rampton e Jeff Mason)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos