Goldman Sachs vai pagar US$56,5 mi para encerrar processo nos EUA

NOVA YORK (Reuters) - O Goldman Sachs Group concordou em pagar 56,5 milhões de dólares para encerrar uma ação coletiva norte-americana acusando a instituição financeira e outros bancos de manipular uma taxa de juros usada no mercado de derivativos de 553 trilhões de dólares.

O acordo proposto foi divulgado em documentos arquivados em um tribunal federal em Manhattan na sexta-feira. Ele veio depois de sete outros bancos concordaram em maio em pagar um total combinado de 324 milhões de dólares para resolver o litígio.

Nem um porta-voz da Goldman Sachs nem um advogado para os demandantes responderam imediatamente a um pedido de comentário no fim de sexta-feira.

O caso é um dos muitos pendentes no tribunal federal de Manhattan acusando os bancos de conspirar para manipular taxas de juros, preços de títulos ou preços de commodities.

No processo, vários fundos de pensão e municípios acusaram 14 bancos, incluindo aqueles que fecharam acordos, de conspirar para manipular o "ISDAfix" para seu próprio ganho pelo menos de 2009 a 2012.

Empresas e investidores usam o ISDAfix para operações de swaps, hipotecas imobiliárias comerciais e títulos de dívida estruturados.

O processo acusou os bancos de executarem operações rápidas antes que a taxa fosse estabelecida a cada dia. Segundo o processo, os bancos também fizeram com que a corretora britânica ICAP adiasse as negociações até que eles levassem o ISDAfix para o patamar que queriam e publicassem taxas que não refletiam a atividade do mercado.

Até o momento, sete outros bancos fecharam acordos, incluindo JPMorgan Chase, Bank of America, Credit Suisse e Deutsche Bank.

Os demais réus são BNP Paribas, HSBC Holdings, Morgan Stanley, Nomura Holdings, UBS, Wells Fargo e ICAP, disseram advogados das partes que processam as instituições.

(Por Nate Raymond)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos