Irã pede reunião com potências nucleares após possíveis sanções norte-americanas

DUBAI (Reuters) - O Irã pediu uma reunião com a comissão que supervisiona a implementação do acordo nuclear assinado em 2015 com potências mundiais, disse neste sábado a imprensa estatal do país. A solicitação é uma resposta de Teerã ao que chama de violação do pacto por parte dos Estados Unidos.

    O ministro das Relações Exteriores do Irã, Mohammad Javad Zarif, pediu o encontro em carta à chefe de política externa da União Europeia, Federica Mogherini, informou a agência de notícias oficial iraniana, IRNA.

    A Casa Branca afirmou na quinta-feira que um projeto para estender as sanções dos Estados Unidos contra o Irã por 10 anos se tornará lei sem a assinatura do presidente, Barack Obama, mas afirmou que o fato não afetaria a implementação do acordo internacional que limita o programa nuclear iraniano.

    Em resposta às sanções, o Irã ordenou na terça-feira que seus cientistas comecem a desenvolver sistemas para embarcações com propulsão nuclear.

    Essa ação deve aumentar as tensões com Washington, já elevadas devido à promessa do presidente eleito, Donald Trump, de rejeitar o acordo segundo o qual o Irã cortaria suas atividades de produção de combustível nuclear em troca de alívios nas sanções econômicas.

(Redação de Dubai)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos