Rebeldes sírios dizem que novo acordo foi fechado para retirada em Aleppo

BEIRUTE (Reuters) - Novo acordo foi fechado para completar a retirada de pessoas de áreas rebeldes ao leste de Aleppo, que ficou paralisada devido às demandas das forças pró-governo de que duas aldeias sitiadas por rebeldes também fossem evacuadas, disse um rebelde sírio ao canal de notícias al-Arabiya al-Hadath neste sábado.

O oficial rebelde al-Farouk Abu Bakr, falando de Aleppo, disse que o acordo incluiu a evacuação das duas aldeias xiitas sitiadas por insurgentes, a liberação de feridos de duas cidades sitiadas por forças pró-governo perto da fronteira libanesa e a evacuação total de Aleppo oriental rebelde.

As aldeias de al-Foua e Kefraya, na província de Idlib, são dominadas por insurgentes. As cidades de Madaya e Zabadani são bloqueadas por forças pró-governo.

A operação de retirada de pessoas das últimas áreas controladas pela oposição na cidade síria de Aleppo foi suspensa na sexta-feira depois que milícias pró-governo exigiram que pessoas feridas deveriam também ser retiradas de duas vilas xiitas cercadas pelos combatentes rebeldes.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos