Com três gols de Cristiano Ronaldo, Real passa susto, mas vence Mundial de Clubes

Por Chris Gallagher

TÓQUIO (Reuters) - O Real Madrid tomou um susto na final do Mundial de Clubes contra o Kashima Antlers, do Japão, antes dos três gols marcados por Cristiano Ronaldo colocarem os espanhóis à frente depois de uma desvantagem de 2 x 1, dando ao atual campeão europeu a vitória por 4 x 2 na partida deste domingo.

Dois gols de Gaku Shibasaki surpreenderam o Real Madrid quando os anfitriões fizeram 2 x 1 no início do segundo tempo antes de Cristiano Ronaldo, de pênalti, empatar aos 15 minutos da segunda etapa.

A equipe, 11 vezes campeã europeia, passou por mais alguns sobressaltos e pela possibilidade de ter Sergio Ramos expulso antes de Cristiano Ronaldo marcar mais duas vezes no primeiro tempo da prorrogação.

O Real, que com o resultado conquista o Mundial pela segunda vez em três anos e pela quinta vez na história, parecia caminhar para uma vitória tranquila quando Karim Benzema abriu o placar logo aos nove minutos, mas Shibasaki mudou a história ao empatar nos minutos finais da primeira etapa.

O Kashima foi a primeira equipe asiática a chegar à final do Mundial, embora tenha se classificado para o torneio como atual campeão do país-sede da competição. O Jeonbuk Motors, atual campeão asiático, foi eliminado nas quartas de final.

O Real abriu o placar quando o voleio de Luka Modric foi defendido por Hitoshi Sogahata e Benzema aproveitou o rebote para marcar.

O Kashima não se deu por vencido e conquistou um surpreendente empate logo antes do intervalo.

O cruzamento de Shoma Doi encontrou Shibasaki, cujo primeira tentativa não deu certo, mas ele teve uma segunda chance quando Raphael Varane não conseguiu afastar e ele aproveitou para marcar.

Shibasaki voltou a marcar aos seis minutos do segundo tempo quando se aproveitou de uma bola mal afastada pela defesa do Real, se livrou de três adversários e disparou rasteiro a 25 metros de distância para superar o goleiro Keylor Navas.

O Real caminhava para sua primeira derrota desde que perdeu para o Wolfsburg em abril, até Lucas Vázquez ser derrubado por Shuto Yamamoto e Cristiano Ronaldo converter de pênalti para empatar a partida.

O Kashima continou a jogar bem e teve três chances de marcar durante o tempo normal.

Cristiano Ronaldo acabou com o sonho do Kashima quando recebeu passe de Benzema e superou Sogahata aos oito minutos da prorrogação e fechou o placar seis minutos mais tarde com uma finalização enfática.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos