Militares de China e EUA debatem devolução de drone submarino norte-americano

Por Ben Blanchard

PEQUIM (Reuters) - Os militares da China e dos Estados Unidos estão tendo conversas sem obstáculos a respeito da devolução de um drone (veículo não-tripulado) submarino norte-americano recolhido por uma embarcação naval chinesa no Mar do Sul da China na semana passada, disse o Ministério das Relações Exteriores chinês nesta segunda-feira.

O drone, conhecido como veículo submarino não-tripulado (UUV, na sigla em inglês), foi pego na quinta-feira em águas da costa das Filipinas, a primeira interceptação do tipo no passado recente.

O presidente eleito dos Estados Unidos, Donald Trump, que prometeu adotar uma postura mais agressiva no trato com a China por causa de suas políticas econômicas e militares, reagiu à apreensão incomum com um par de tuítes provocadores, acusando Pequim de roubar o equipamento.

O Pentágono tornou pública sua queixa sobre o incidente, e no sábado disse ter feito um acordo para reaver o drone.

A porta-voz da chancelaria chinesa, Hua Chunying, disse acreditar que a questão será devidamente tratada. Mais cedo, o Ministério da Defesa chinês havia acusado Washington de fazer muito alarde sobre o assunto.

A China tem profunda desconfiança de qualquer atividade militar dos EUA no Mar do Sul da China, que é rico em recursos energéticos. A mídia estatal e especialistas disseram que o uso do drone provavelmente é parte dos esforços de vigilância norte-americanos na disputada rota marítima.

A edição internacional do Diário do Povo, do governista Partido Comunista chinês, disse em um comentário nesta segunda-feira que o navio USNS Bowditch, que estava operando o veículo, é um "transgressor serial" quando se trata de operações de espionagem contra a China.

"A minimização das ações do drone não consegue acobertar as intenções reais no pano de fundo", afirmou. "Este drone que emergiu na superfície do Mar do Sul da China é a ponta do iceberg da estratégia militar dos EUA, inclusive no tocante à China."

O veículo, que o Pentágono disse estar operando legalmente, coletava dados sobre a salinidade, a temperatura e a clareza da água cerca de 50 milhas náuticas a noroeste da Baía Subic, no litoral das Filipinas.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos