Procurador francês inicia inquérito após artigos do escândalo "Football Leaks"

PARIS (Reuters) - O escritório do procurador financeiro da França abriu um inquérito preliminar sobre possível lavagem de dinheiro e sonegação fiscal em decorrência dos artigos dos chamados "Football Leaks", vazamentos de informações que acusam astros do futebol de usar paraísos fiscais.

Em um comunicado divulgado nesta terça-feira, o escritório do procurador financeiro informou ter iniciado a investigação no dia 12 de dezembro e que esta se encontra nas mãos do principal escritório francês a cargo da batalha contra as más práticas financeiras e fiscais.

No início deste mês, um grupo de 12 organizações de notícias europeias começou a publicar os resultados de meses de investigações sobre milhões de documentos financeiros, obtidos pela revista alemã Der Spiegel e apelidados de "Football Leaks". 

A Comissão Europeia também irá propor uma nova legislação para coibir a sonegação fiscal no ano que vem em reação às reportagens que acusaram jogadores de destaque de recorrerem a paraísos fiscais para administrar dezenas de milhões de euros de rendimento.

        

(Por Sudip Kar-Gupta)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos