Brookfield está perto de comprar fatia da Odebrecht em gasoduto no Peru, diz ministro

LIMA (Reuters) - O fundo canadense Brookfield Asset Management Inc está perto de comprar a participação da Odebrecht em um projeto de gasoduto no Peru de mais de 5 bilhões de dólares, disse o ministro da Economia do Peru, Alfredo Thorne.

Numa entrevista à estação de rádio local Canal N na terça-feira à noite, Thorne disse que a Brookfield concordou em assinar uma "cláusula anticorrupção" no contrato para a aquisição da participação de 55 por cento da Odebrecht no projeto.

"Estamos quase prontos para fechar (com a Brookfield), estamos em negociações, provavelmente aconteça, não há nenhuma mudança na cláusula anticorrupção", disse Thorne.

Um assessor de imprensa da Odebrecht em Lima disse ser muito cedo para fazer qualquer comentário sobre o assunto.

No fim de novembro, a Sempra anunciou que as negociações terminaram sem acordo com a Odebrecht para comprar o controle do gasoduto, que está sob investigação por suposta corrupção na sua concessão em 2014.

O acordo entre a Sempra e Odebrecht foi interrompido após o governo se recusar a retirar a cláusula anticorrupção que a empresa norte-americana teria que assinar como nova operadora.

Os demais sócios do projeto são a espanhola Enagas, com 25 por cento; e a peruana Grana y Montero, com os 20 por cento restantes.

(Reportagem de Marco Aquino)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos