Suspeito de ataque em Berlim era conhecido de agências de segurança da Alemanha, diz ministro

BERLIM (Reuters) - O tunisiano suspeito de envolvimento em um ataque com um caminhão em Berlim estava em contato com militantes islâmicos na Renânia do Norte-Vestfália e era conhecido de agências de segurança alemãs, disse nesta quarta-feira o ministro estadual do Interior.

"Agências de segurança trocaram descobertas e informações sobre esta pessoa com o Centro Conjunto Antiterrorismo em novembro de 2016", disse o ministro do Interior da Renânia do Norte-Vestfália, Ralf Jaeger, durante entrevista coletiva.

Ele disse que o suspeito pediu asilo na Alemanha e foi rejeitado em julho. Tentativas de deportá-lo para a Tunísia falharam já que ele não tinha papéis de identificação, e autoridades tunisianas questionaram a nacionalidade dele.

Ele tinha se mudado de Renânia do Norte-Vestfália para Berlim em fevereiro de 2016 e tentou fazer da capital alemã sua nova casa, disse Jaeger, acrescentando que o tunisiano procurado pela polícia usava nomes diferentes.

(Reportagem de Paul Carrel e Michael Nienaber)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos