Taliban reivindica ataque contra casa de parlamentar afegão

Por Mirwais Harooni

CABUL (Reuters) - O Taliban assumiu a responsabilidade pelo ataque suicida contra a casa de um parlamentar afegão nesta quarta-feira à noite, que segundo autoridades, matou pelo menos cinco pessoas e deixou outras mais feridas.

Uma autoridade da área de segurança disse que um dos responsáveis pelo ataque se explodiu na casa de Mir Wali, um parlamentar da instável província de Helmand, no sul do país, matando três guardas de segurança e permitindo que dois atiradores entrassem no complexo onde ocorria uma reunião.

Mir Wali foi ferido por estilhaços de vidro, e outros convidados também se machucaram durante o ataque, no qual pelo menos dois civis foram mortos.

Entre os mortos estava Hafiz Barakzai, filho de outro importante parlamentar, que foi morto a tiros quando ajudava pessoas a escapar do complexo, disse o seu irmão à Reuters.

O ataque mostra a situação de segurança frágil em Cabul, que tem visto várias ações de homens-bomba e atiradores nos últimos meses. Helmand, um dos redutos do Taliban e produtora de boa parte do ópio mundial, tem cada vez mais sido submetida ao controle insurgente nos últimos dois anos.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos