Fãs e artistas prestam homenagens a George Michael, morto aos 53 anos

Por Edward Baran

LONDRES (Reuters) - Madonna, Elton John e Paul McCartney prestaram homenagens nesta segunda-feira ao ídolo pop britânico George Michael, que morreu aos 53 anos após uma carreira de grandes sucessos que formaram grande parte da trilha dos anos 1980 e 1990.

George Michael alcançou o estrelato com o Wham!, uma das maiores duplas pop da história, com singles como "Wake Me Up Before You Go-Go" e "Careless Whisper", antes de se reinventar como artista solo e vender milhões de álbuns como "Faith" e "Listen Without Prejudice".

Ele morreu em paz durante o Natal, de acordo com comunicado de seu assessor. A polícia britânica disse que sua morte foi "inexplicada, porém não suspeita". Seu empresário, Michael Lippman, disse que o cantor morreu devido a um ataque cardíaco, de acordo com a BBC.

"De coração partido com a perda do meu querido amigo Yog (apelido). Eu, meus entes queridos, meus amigos e o mundo da música, o mundo inteiro. Para sempre amado", disse o ex-parceiro de Wham! e amigo da época de escola, Andrew Ridgeley, em publicação no Twitter.

"Adeus, meu amigo. Outro grande artista nos deixa", publicou Madonna.

George Michael tinha muito prestígio entre colegas músicos como cantor e compositor e era candidato para entrar no Hall da Fama de Compositores em 2017, mas lutou por anos contra abuso de substâncias e uma complicada vida pessoal.

"A doce música de George Michael irá viver mesmo após sua morte repentina", disse McCartney. "Tendo trabalhado com ele em diversas ocasiões, seu grande talento sempre brilhou e seu senso de humor tornou a experiência ainda mais prazerosa."

O cantor conquistou legiões de fãs antes de começar sua carreira solo com "Faith", em 1987, e vendeu mais de 100 milhões de discos com o Wham! e solo.

Ainda no Wham!, Michael se tornou o primeiro grupo pop do Ocidente a se apresentar na China comunista, em 1985.

Nesta segunda-feira, fãs deixaram flores e velas nas casas do artista em Londres e Oxfordshire, na Inglaterra.

"Cresci com ele -ele era meu repertório nos momentos bons e nos momentos ruins. E ele me trouxe aqui para dizer obrigada, George, por sua música", disse Kavita, uma fã que estava na frente da casa do cantor em Londres.

O amigo e também músico Elton John, parceiro de Michael em algumas ocasiões, disse: "Perdi um grande amigo -a alma mais gentil, mais generosa e um artista brilhante. Meu coração vai com sua família e todos os seus fãs."

Nascido Georgios Kyriacos Panayiotou em 25 de junho de 1963 em Londres, de família da Grécia e Chipre, ele tocava no metrô de Londres antes de atingir fama mundial com o Wham!.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos