SAIBA MAIS-Trump anuncia escolhidos para principais cargos do governo

(Reuters) - O presidente eleito dos Estados Unidos, Donald Trump, selecionou Tom Bossert como conselheiro de segurança nacional da Casa Branca, anunciou a equipe de transição nesta terça-feira.

Abaixo está uma lista dos escolhidos do republicano Trump para os principais cargos de seu governo. Todos eles precisam ser confirmados pelo Senado, exceto o conselheiro de segurança nacional e postos na Casa Branca.

SECRETÁRIO DE ESTADO: REX TILLERSON

    Tillerson, de 64 anos, fez carreira na Exxon Mobil Corp, onde chegou a CEO em 2006. Engenheiro civil de formação, o texano entrou na maior empresa de energia do mundo em 1975 e comandou várias de suas operações nos EUA, assim como no Iêmen, na Tailândia e na Rússia. Como CEO da Exxon, manteve laços estreitos com Moscou e se opôs às sanções dos EUA contra a Rússia pela anexação da Crimeia.

SECRETÁRIO DO TESOURO: STEVEN MNUCHIN

    Mnuchin, de 54 anos, é um investidor bem sucedido de private equity e financista de Hollywood que passou 17 anos no Goldman Sachs, do qual saiu em 2002. Ele montou um grupo de investimento para comprar um empresa financiadora de hipotecas falida em 2009, rebatizou-a como OneWest Bank e a transformou no maior banco do sul da Califórnia. Grupos pró-habitação criticaram o banco por suas práticas de execução de hipotecas, acusando-o de liquidá-las rápido demais para proprietários em dificuldades.

 

SECRETÁRIO DE DEFESA: JAMES MATTIS

    Mattis é um general reformado dos fuzileiros navais conhecido por falar duro, desconfiar do Irã e ter experiência de combate no Iraque e no Afeganistão. Ex-líder do Comando Central, que supervisiona as operações militares dos EUA no Oriente Médio e no sul asiático, Mattis, de 66 anos, foi criticado em 2005 por dizer que "é divertido atirar em algumas pessoas".

 

SECRETÁRIO DE JUSTIÇA: JEFF SESSIONS

    Sessions, de 69 anos, foi o primeiro senador norte-americano a endossar a campanha presidencial de Trump e desde então é um aliado próximo. O senador do Alabama e ex-procurador federal demonstra uma postura rígida em relação à imigração ilegal há tempos, opondo-se a qualquer ação que leve à concessão de cidadania para imigrantes sem documentos.

SECRETÁRIO DO INTERIOR: RYAN ZINKE

    Zinke, de 55 anos, deputado republicano e membro do subcomitê de recursos naturais da Câmara, votou a favor de leis que enfraqueceriam as salvaguardas ambientais em terras públicas. Ele se posiciona a favor do carvão, que sofreu durante a gestão do presidente dos EUA, Barack Obama.

SECRETÁRIO DO COMÉRCIO: WILBUR ROSS

    Ross, de 79 anos, preside a firma de private equity W.L. Ross & Co, e a revista Forbes estimou sua fortuna líquida em 2,9 bilhões de dólares. Apoiador ferrenho de Trump, Ross ajudou a moldar sua visão de campanha a respeito da política comercial. Ele atribui a perda maciça de empregos de norte-americanos na indústria ao Tratado Norte-Americano de Livre Comércio (Nafta), acordo dos EUA com Canadá e México adotado em 1994, e à entrada da China na Organização Mundial do Comércio (OMC) em 2001.

SECRETÁRIO DO TRABALHO: ANDREW PUZDER

    Puzder, de 66 anos, chefe da CKE Restaurants Inc, tem sido um crítico veroz da regulamentação governamental do ambiente de trabalho e da Comissão Nacional de Relações Trabalhistas. Ele argumenta que salários mínimos mais altos prejudicariam os trabalhadores por forçar restaurantes a fechar e louvou os benefícios da automação, por isso sua escolha deve antagonizar os sindicatos.

SECRETÁRIO DA SAÚDE E DOS SERVIÇOS HUMANOS: TOM PRICE

    Deputado da Geórgia desde 2005, Price, de 62 anos, é um cirurgião ortopédico que preside o Comitê de Orçamento da Câmara. Ele criticou o Obamacare e defende um plano de créditos fiscais, a expansão das poupanças médicas e reformas nas ações civis para substituí-lo, e é contra o aborto.

 

SECRETÁRIO DE HABITAÇÃO E DESENVOLVIMENTO URBANO: BEN CARSON

    Carson, de 65 anos, é um neurocirurgião aposentado que desistiu da corrida presidencial republicana em março e declarou apoio a Trump. Popular em círculos conservadores, Carson relutou em aceitar um cargo na nova gestão devido à sua falta de experiência no governo federal. Ele é o primeiro afro-americano do gabinete de Trump.

 

SECRETÁRIA DOS TRANSPORTES: ELAINE CHAO

   Chao, de 63 anos, foi secretária do Trabalho do presidente George W. Bush durante oito anos e é a primeira norte-americana de origem asiática a ocupar um cargo no gabinete. Ela é casada com o líder da maioria republicana no Senado, Mitch McConnell.

 

    SECRETÁRIO DE ENERGIA: RICK PERRY

Perry, de 66 anos, aumenta a lista de defensores da prospecção de petróleo e de céticos da mudança climática escolhidos para posições de destaque no gabinete de Trump. Perry será responsável pelas políticas energéticas dos EUA e irá supervisionar o programa de armas nucleares da nação.

 

SECRETÁRIA DA EDUCAÇÃO: BETSY DEVOS

DeVos, de 58 anos, é uma doadora republicana bilionária e defensora da privatização da educação. Como presidente do conselho da Federação Americana pelas Crianças, ela pressionou para que os Estados concedam cupons para as famílias enviarem seus filhos a escolas particulares e pela ampliação de escolas independentes que recebem verba estatal.

    

SECRETÁRIO DO DEPARTAMENTO DE SEGURANÇA NACIONAL: JOHN KELLY

A última função de comando na carreira militar de 45 anos de Kelly, de 66 anos, foi a de chefe do Comando Sul dos EUA, responsável pelas atividades militares e relacionamentos do país na América Latina e no Caribe. O general reformado dos fuzileiros navais divergia de Obama em questões fundamentais e alertou para as vulnerabilidades na fronteira norte-americana com o México.

 

CHEFE DE GABINETE DA CASA BRANCA: REINCE PRIEBUS

Recentemente Priebus, de 44 anos, foi reeleito como presidente do Comitê Nacional Republicano, mas irá desistir do cargo para trabalhar com Trump na Casa Branca, onde o discreto operador de Washington pode ajudar nos laços com o Congresso para encaminhar as pautas de Trump.

 

ADMINISTRADOR DA AGÊNCIA DE PROTEÇÃO AMBIENTAL: SCOTT PRUITT

Adversário ferrenho das medidas de Obama para conter a mudança climática, o procurador de Oklahoma Pruitt, de 48 anos, revoltou ativistas ambientais, mas combina com a promessa de Trump de reduzir a agência e eliminar regulamentos que diz estarem sufocando a exploração de petróleo e gás.

 

ESCRITÓRIO DE ADMINISTRAÇÃO E ORÇAMENTO: MICK MULVANEY

Deputado republicano da Carolina do Sul, Mick Mulvaney, 49, é um conservador na seara fiscal. Ele criticava abertamente o ex-presidente da Câmara John Boehner, e foi eleito para o Congresso pela primeira vez em 2010.

EMBAIXADORA DOS EUA NA ONU: NIKKI HALEY

A republicana Haley, de 44 anos, é governadora da Carolina do Sul desde 2011 e tem pouca experiência em política externa ou no governo federal. No ano passado ela teve sucesso ao pressionar pela retirada da bandeira dos confederados da sede do capitólio estadual em reação ao assassinato de nove negros em Charleston que foram vítimas de um atirador branco.

 

ADMINISTRADORA DE PEQUENOS NEGÓCIOS: LINDA MCMAHON

McMahon, de 68 anos, é co-fundadora e ex-CEO da franquia de lutas profissionais WWE. Ela concorreu a uma vaga no Senado como republicana de Connecticut sem sucesso e foi uma das primeiras apoiadoras da campanha presidencial de Trump.

 

DIRETOR DA CIA: MIKE POMPEO

    O deputado Pompeo, de 52 anos, é um congressista do Kansas já no terceiro mandato que atua no Comitê de Inteligência da Câmara dos Deputados, que supervisiona a Agência Central de Inteligência (CIA), a Agência de Segurança Nacional e a cibersegurança do país. Ele apoia a coleta governamental maciça de dados de comunicação dos norte-americanos e quer descartar o acordo nuclear com o Irã.

 

CONSELHEIRO DE SEGURANÇA NACIONAL: MICHAEL FLYNN

    O tenente-general reformado Flynn, de 57 anos, foi um dos primeiros apoiadores de Trump e atua como vice-presidente de sua equipe de transição. Ele se tornou diretor da CIA em 2012, mas se aposentou um ano antes do esperado, de acordo com reportagens, tornando-se um crítico feroz da política externa de Obama.

   

CONSELHEIRO DE SEGURANÇA INTERNA DA CASA BRANCA: TOM BOSSERT

    Tom Bossert, de 41 anos, que trabalhou como vice-conselheiro de segurança interna de George W. Bush, irá servir como assistente do presidente para a segurança interna e contraterrorismo.

  

DIRETOR DO CONSELHO NACIONAL DE ECONOMIA: GARY COHN

    Cohn, de 56 anos, presidente do banco de investimentos Goldman Sachs, vinha sendo considerado herdeiro de Lloyd Blankfein, CEO da firma de Wall Street. Trump criticou o Goldman Sachs e Blankfein durante a campanha, divulgando um comercial no qual classificava Blankfein como parte de uma "estrutura de poder global" que roubou a classe trabalhadora dos EUA.

   

DIRETOR DO CONSELHO NACIONAL DE COMÉRCIO: PETER NAVARRO

    Navarro, de 67 anos, sugeriu um envolvimento maior com Taiwan, incluindo assistência para um programa de desenvolvimento de submarinos. Assessor de Trump durante a campanha, Navarro argumentou que Washington deveria parar de se referir à política de "China única", mas não chegou a defender que os EUA deveriam reconhecer Taipei.

 

SECRETÁRIO DO EXÉRCITO: VINCENT VIOLA

    Viola, de 60 anos, é um veterano do Exército dos EUA que ajudou a fundar o centro de combate ao terrorismo na Academia Militar de West Point, onde se formou, após os ataques de 11 de setembro de 2001.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos