Antes de discurso de Kerry, Trump pede que Israel "continue forte"

WASHINGTON (Reuters) - O presidente eleito dos Estados Unidos, Donald Trump, criticou nesta quarta-feira a administração Obama por sua postura sobre Israel, pouco antes de o secretário de Estado norte-americano, John Kerry, dar um discurso programado sobre oposição internacional às construções israelenses de assentamentos.

"Não podemos continuar a deixar que Israel seja tratado com total desprezo e desrespeito. Eles costumavam ser grandes amigos dos EUA, mas...", escreveu Trump em sua conta no Twitter.

"Não mais. O começo do fim foi o horrível acordo com o Irã, e agora este (ONU)! Continue forte, Israel, 20 de janeiro chega rápido", acrescentou o republicano Trump, se referindo ao dia que assume a Presidência no lugar do democrata Barack Obama.

(Reportagem de Susan Heavey)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos