Índice de ações do Reino Unido fecha em nível recorde com avanço do ouro

LONDRES (Reuters) - O principal índice de ações do Reino Unido encerrou esta quinta-feira no seu maior nível de fechamento, com o avanço das ações de mineradoras de metais precisos que se seguiu à alta do preço do ouro, apesar de o recuo dos papéis de bancos ter arrastado o índice pan-europeu.

Os papéis da mineradora de ouro Randgold Resources subiram 4,8 por cento, o maior avanço do índice FTSE 100, após o ouro atingir o patamar mais alto em duas semanas com um dólar mais fraco, o que geralmente torna o metal mais barato para os detentores de outras moedas. A ação da Fresnillo, outra mineradora de ouro, avançou 4,6 por cento.

O índice FTSE 100 do Reino Unido subiu 0,2 por cento para 7.120 pontos, recorde de fechamento pelo segundo dia consecutivo, e ficou a menos de 10 pontos do patamar histórico intradia de 7.129 pontos, registrado em outubro de 2016. No entanto, os volumes negociados recuaram para menos da metade da média diária de 90 dias.

As mineradores de metais preciosos e básicos ajudaram o FTSE 100 a liderar os principais índices acionários europeus em 2016. O índice do Reino Unido subiu 14 por cento este ano, ante uma queda de 1,5 por cento no índice pan-europeu STOXX 600.

Por outro lado, o índice italiano FTSE MIB recuou cerca de 10 por cento este ano, pior desempenho na Europa, com preocupações sobre a saúde do setor bancário italiano.

O setor bancário teve nesta quinta-feira a maior queda na Europa, pressionado pelo recuo dos italianos Banco Popolare e Banca Popolare di Milano, que caíram 3,8 por cento e 3,5 por cento, respectivamente. O índice bancário fechou em queda de 1,2 por cento.

As ações do banco Monte dei Paschi foram suspensas mais uma vez, e o ministro da Economia da Itália disse que o montante para a recapitalização do banco pelo governo dependerá de novo plano industrial do banco.

O STOXX 600 recuou 0,35 por cento, a maior queda diária desde 14 de dezembro.

O índice FTSEurofirst 300 fechou em queda de 0,32 por cento, a 1.424 pontos.

Em LONDRES, o índice Financial Times avançou 0,20 por cento, a 7.120 pontos.

Em FRANKFURT, o índice DAX caiu 0,21 por cento, a 11.451 pontos.

Em PARIS, o índice CAC-40 perdeu 0,20 por cento, a 4.838 pontos.

Em MILÃO, o índice Ftse/Mib teve desvalorização de 0,18 por cento, a 19.203 pontos.

Em MADRI, o índice Ibex-35 registrou baixa de 0,19 por cento, a 9.327 pontos.

Em LISBOA, o índice PSI20 valorizou-se 0,35 por cento, a 4.668 pontos.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos