Rússia não descarta "ato terrorista" em queda de avião militar no Mar Negro

MOSCOU (Reuters) - Autoridades russas disseram nesta quinta-feira que não descartam que um "ato terrorista" tenha provocado a queda de um avião militar no Mar Negro no domingo, mas afirmaram que essa é apenas uma das hipóteses sob consideração.

"Não houve explosão a bordo", disse Sergei Bainetov, chefe de segurança de voo da Força Aérea Russa e líder da comissão do governo que investiga a queda da aeronave, que matou 92 pessoas.

"Mas esse não é o único tipo de ato terrorista... Pode ter sido qualquer tipo de impacto mecânico, então nós não descartamos um ato terrorista", acrescentou Bainetov.

(Reportagem de Gleb Stolyarov)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos