Turquia daria boas-vindas aos EUA em conversas sobre Síria, mas milícia curda YPG deve ficar fora

ANCARA (Reuters) - A Turquia daria as boas-vindas aos Estados Unidos nas conversações de paz sobre a Síria, planejadas para Astana, capital do Cazaquistão, mas a milícia curda YPG não deveria ser envolvida, disse o ministro turco das Relações Exteriores, Mevlut Cavusoglu, na sexta-feira.

"Desde o início, dissemos à Rússia que uma organização terrorista como o YPG não deveria estar em Astana", disse Cavusoglu a repórteres na cidade de Alanya, no sul do país, em declarações transmitidas ao vivo pela televisão.

"Se o PYD/YPG depuser as armas e começar a apoiar a integridade territorial síria, eles podem ser incluídos no âmbito de uma solução abrangente", acrescentou.

Um cessar-fogo apoiado por russos e turcos entrou em vigor na Síria à meia-noite, representando um primeiro passo para as negociações de paz a serem realizadas no Cazaquistão.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos