Diplomatas russos expulsos deixam os Estados Unidos

Maria Kiselyova

Em Moscou

  • Alexei Druzhinin/Sputnik, Kremlin via AP

    Diplomatas foram expulsos por ordem de Obama; Putin decidiu não expulsar ninguém em retaliação

    Diplomatas foram expulsos por ordem de Obama; Putin decidiu não expulsar ninguém em retaliação

Diplomatas russos que foram expulsos por ordem do presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, deixaram Washington neste domingo (1º), de acordo com notícias de agências de notícias russas, que citaram como fonte a embaixada da Rússia.

"O avião decolou, todo mundo partiu", disse o serviço de imprensa da embaixada, segundo a RIA.

Obama ordenou a expulsão de 35 russos suspeitos de serem espiões e impôs sanções contra duas agências de inteligência russas por causa de ações hacker contra grupos políticos norte-americanos durante a campanha eleitoral presidencial de 2016.

O presidente da Rússia, Vladimir Putin, decidiu não expulsar ninguém em retaliação. Ele disse que vai avaliar as ações do presidente eleito Donald Trump, que toma posse em 20 de janeiro, para decidir sobre os próximos passos da relação da Rússia com os EUA.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos