Aço tem leve alta na China em meio a excesso de poluição; minério recua

PEQUIM (Reuters) - Os preços do aço na China encerraram o primeiro dia de negociações do novo ano com uma leve alta, à medida que uma prolongada presença de fumaça tóxica no norte do país aumentou as expectativas de uma redução na produção do país.

"Os preços no mercado físico ainda estão fortes, a fumaça no norte da China paralisou a produção das usinas. Enquanto isso, o governo está aumentando as inspeções de emissões", disse o analista de aço da Baocheng Futures, Tang Zuochu.

O contrato mais ativos do vergalhão de aço na bolsa de Xangai fechou em alta de 0,1 por cento, a 2.914 iuanes (418,96 dólares) por tonelada.

Embora a presença de nuvens de poluição possam levar a mais cortes de produção de aço, a redução da atividade da indústria pesada também pode afetar a demanda por metais. Siderúrgicas com menor produção irão comprar menos minério de ferro. As preocupações sobre uma desaceleração no crescimento da demanda também pressionaram os mercados em semanas recentes.

O minério de ferro na bolsa de Dalian fechou com queda de 0,7 por cento, a 550,5 iuanes por tonelada.

No mercado físico, o minério recuou 3,13 por cento nesta terça-feira na comparação com a sexta-feira, sendo negociado a 77,91 dólares por tonelada no porto de Qingdao, segundo dados do Metal Bulletin.

(Por Josephine Mason e Muyu Xu)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos