Chefe do Twitter na China deixa o cargo após 8 meses

NOVA YORK/PEQUIM (Reuters) - A executiva Kathy Chen, que assumiu o comando das operações da rede social Twitter na China há pouco mais de oito meses, pediu demissão, segundo mensagem enviada por ela no site de microblogs neste final de semana.

O Twitter é bloqueado pelo governo da China desde 2009, mas ainda é utilizado no país por meio de redes virtuais privadas (VPN).

Chen, que antes de ingressar no Twitter trabalhou na Microsoft e na Cisco, foi contratada pela rede social para atrair mais anunciantes chineses.

O Twitter expandiu sua base de anunciantes na China em quase 400 por cento nos últimos dois anos, escreveu Chen, tornando as operações no país uma de mais rápido crescimento na região da Ásia-Pacífico.

Procurado, o Twitter afirmou que vai manter o escritório de Hong Kong para atender clientes na região, mas não deu detalhes sobre a saída de Chen.

O Twitter tem passado por significativa reestruturação, não apenas na Ásia. A empresa anunciou em outubro o corte de mais de 9 por cento de sua força global de trabalho para manter os custos controlados.

Parminder Singh, diretor do Twitter para Índia, Sudeste Asiático e Oriente Médio, deixou a empresa no início de novembro.

(Por David Randall)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos