Indústria de carne bovina do Brasil sofrerá com fraca demanda em 2017, diz Cepea

SÃO PAULO (Reuters) - O setor pecuário brasileiro terá como principal desafio a demanda doméstica enfraquecida por carne bovina em 2017, fator que, combinado à expectativa de aumento da oferta, pode pressionar as cotações ao longo de 2017, avaliou o Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea) nesta quarta-feira.

O ritmo lento de crescimento do Brasil projetado para este ano, especialmente até meados do ano, deve manter enfraquecido o poder de compra do consumidor, pontuou o órgão da Universidade de São Paulo (USP).

Seguindo movimento já observado em 2016, a oferta de bezerros deve crescer em 2017, o que pode limitar altas nos preços neste segmento. Os animais de até 12 meses que já estavam em maior volume no ano passado e a redução no número de lotes em confinamento em 2016 resultarão em maior oferta de boi magro para 2017, segundo o Cepea.

Esse cenário de possível demanda interna enfraquecida e de aumento na oferta de animais para abate, por sua vez, pode resultar em queda de preço em todos os elos da cadeia.

Caso os valores subam, o movimento deve ficar abaixo da inflação esperada para o ano, de 5,13 por cento, de acordo com o Banco Central.

Nesse contexto, a conta do produtor só fecha com aumento de produtividade, indicou o Cepea em análise.

(Por Laís Martins)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos