Criação de vagas de trabalho nos EUA deve ter sido forte, com salários em alta

Por Lucia Mutikani

WASHINGTON (Reuters) - Os empregadores dos Estados Unidos provavelmente mantiveram um sólido ritmo de contratações em dezembro ao mesmo tempo em que elevaram os salários, colocando a economia em uma trajetória de crescimento mais forte e de mais altas da taxa de juros neste ano.

A criação de vagas fora do setor agrícola provavelmente atingiu 178 mil no mês passado após alta similar em novembro, de acordo com pesquisa da Reuters junto a economistas. A expectativa para a taxa de desemprego é de que tenha subido a 4,7 por cento, ante a mínima de nove anos de 4,6 por cento em novembro.

O rendimento médio por hora deve ter se recuperando com um aumento de 0,3 por cento, beneficiando-se de uma pecualiaridade do calendário, após cair 0,1 por cento em novembro. Isso elevará o aumento na comparação anual para 2,8 por cento, de 2,5 por cento em novembro.

O relatório do Departamento do Trabalho a ser divulgado às 11:30 (horário de Brasília) desta sexta-feira vai somar-se a outros dados, do setor imobiliário à indústria e vendas de automóveis, sugerindo que o presidente eleito, Donald Trump, herdará uma economia forte da administração Obama.

"Ele mostrará que a economia terminou 2016 em alta, com a atividade forte", disse o economista do Standard Chartered Bank Thomas Costerg.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos