Morre baleia assassina do SeaWorld que inspirou documentário

TAMPA, EUA (Reuters) - A baleia orca Tilikum, que matou algumas pessoas e protagonizou o documentário "Blackfish - Fúria Animal", morreu nesta sexta-feira, informou o parque temático SeaWorld.

Tilikum, que teria cerca de 36 anos, atraiu atenção internacional ao afogar uma treinadora do SeaWorld até matá-la durante um show de 2010 na Flórida.

A baleia vinha sofrendo com problemas de saúde e estava sendo tratada por conta de uma infecção bacteriana no pulmão, informou o parque em comunicado à imprensa, acrescentando que a causa da morte não será conhecida até que uma necropsia seja realizada.

"Tilikum tinha, e continuará tendo, um lugar especial no coração da família SeaWorld, assim como no de milhões de pessoas ao redor do mundo que inspirou", disse o presidente do SeaWorld, Joel Manby, no comunicado.

O parque temático viu sua imagem ser arranhada pelo documentário de 2013, que mostrava o cativeiro e a exibição pública de baleias assassinas como algo cruel.

O filme mostrava a vida de Tilikum, que foi capturada em 1983 com cerca de dois anos. O animal passou 25 anos no SeaWorld.

Além de matar a treinadora Dawn Brancheau diante de um público horrorizado em Orlando, Tilikum também se envolveu nas mortes de um funcionário em um outro parque em 1991 e de um turista em Orlando, encontrado nas costas da baleia em 1999 depois de invadir seu tanque.

(Reportagem de Letitia Stein)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos